PIB, IDH, IDEB ou FIB. O que estas siglas têm em comum?

O que estas siglas têm em comum? O que as aproxima?

O desenvolvimento de um país ou nação   são mensuráveis, ou seja, pode-se medir.

 Existem vários critérios, principalmente, os econômicos para medir a riqueza produzida pelo povo, num determinado período de tempo. Mesmo  sendo basicamente quantitativos, esses índices  retratam, por vezes, questões sociais graves, como desigualdades de riquezas, de renda, social e qualidade de vida.

 PIB –  Produto Interno Bruto  é o  somatório  de todos os bens e serviços produzidos em uma economia. Esse índice avalia se a economia está crescendo e se o padrão de vida está melhorando.

IDH – Índice do Desenvolvimento Humano avalia três variáveis fundamentais  numa nação que são saúde, renda e educação.

IDEB – índice de Desenvolvimento da Educação Básica  criado  em  2007 que projeta  a meta  de 6 pontos  em 2021, verificando o  nível da qualidade educacional , em termos de proficiência e  aprovação da média dos países desenvolvidos.

FIB – Felicidade Interna Bruta. Este conceito  surgiu no Butão, um país  asiático região conhecida como Himalaia. os precursores  do FIB  acreditavam que a conservação ambiental e a qualidade de vida das pessoas representam  variáveis importantes no desenvolvimento de uma nação. Portanto, a FIB mensura não apenas  os aspectos quantitativos, mas também os qualitativos de uma nação.

Como medir a FIB?

A FIB é uma integração dos desenvolvimentos material, espiritual e cultural de um povo. Assim, ela se baseia em nove variáveis:

  1. bem-estar psicológico
  2. saúde  Física
  3. uso do tempo
  4. vitalidade comunitária
  5. educação
  6. cultura
  7. meio ambiente
  8. governança (representação social da população em órgãos públicos nas esferas do executivo, legislativo e judiciário; como também sua postura como cidadão) e, por último
  9. padrão de vida (renda familiar, dívidas, qualidade de moradia)

Bem estar psicológico

A expressão “inteligência emocional” foi definida por Daniel Goleman há   25 anos que vendeu mais de 5 milhões de livros.

De lá para cá, várias correntes têm demonstrado que o mais importante na vida do ser humano  são as suas emoções, pois por meio delas, podemos ser  doentes ou saudáveis.

O bem estar psicológico remete-nos à ideia de equilíbrio. De buscar soluções para as nossas questões existenciais.

O estresse como a depressão são doenças emocionais que poderá resultar na  falta de motivação ou de automotivação do  professor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *