O IEC voltou com força total depois de amolar o machado

 “Existia numa comunidade muito pequena, um velho lenhador, conhecido por sempre vencer os torneios que participava.

Certo dia foi desafiado por um outro lenhador jovem e forte para uma disputa.

 O evento chamou a atenção de todos os moradores da localidade.

A maioria das pessoas acreditava que finalmente o velho perderia a condição de vencedor  dos lenhadores,  pois o jovem desafiante era mais forte e vigoroso.
 
No dia marcado, os dois competidores começaram a competição. O jovem se entregou com grande energia e  cortava a lenha com rapidez e determinação.. De vez em quando  olhava para o velho e, às vezes, percebia que ele estava sentado. Estava convicto de  que o adversário estava velho demais para a disputa, e continuou cortando lenha com todo vigor.

Ao final do prazo estipulado para a competição, foram medir a produtividade dos dois lenhadores. O velho vencera novamente, por larga margem, aquele jovem e forte lenhador.

Intrigado, o moço questionou o velho:
– Não entendo, muitas das vezes quando eu olhei para o senhor, durante a competição, notei que estava sentando, descansando, e, no entanto, conseguiu cortar muito mais lenha do que eu, como pode!!

– Engano seu! Disse o velho. Quando você me via sentado, na verdade, eu estava amolando meu machado. E percebi que você usava muita força e obtinha pouco resultado”.

E aqui estamos de volta, com o nosso machado amolado, prontos para  executar o PROEDUQUE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *